Obrigada pela visita.

Obrigada pela visita.

domingo, 7 de julho de 2013

RISCO DE CÂNCER DE TESTÍCULO TRIPLICA NA CRIPTORQUIDIA


RISCO DE CÂNCER DE TESTÍCULO TRIPLICA NA CRIPTORQUIDIA (1)

Crianças cujos testículos, ao nascer, não “descem” para o saco escrotal e permanecem dentro do abdômen, uma condição conhecida como criptorquidia, apresentam uma probabilidade quase tres vezes maior de desenvolver câncer testicular na idade adulta, conforme resultados de análise publicada no “Archives of Disease in Childhood”.

 RISCO DE CÂNCER DE TESTÍCULO TRIPLICA NA CRIPTORQUIDIA (2)

Os autores analisaram dados do Medline, base de dados médicos da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, e da Embase, outra base de dados médicos, sobre a provável relação entre criptorquidia, um defeito congênito que afeta cerca de 6% dos recém nascidos, e o risco de câncer testicular, e que haviam sido publicados entre janeiro de 1980 e dezembro de 2010.

SEXUALIDADE DOS IDOSOS (1)

Pesquisa americana publicada em 2007 mostra que metade dos americanos estão ainda ativos sexualmente em torno dos 70 anos de idade e um quarto deles aos 80 anos. Afinal, a saúde sexual é um componente da saúde global e, nesse aspecto, os novos tratamentos das disfunções sexuais têm dado uma contribuição extraordinária. Para os homens, os famosos comprimidos que possuem duração de horas a dias, e para as mulheres, tratamento hormonal local, exceto nas contraindicações, que podem evitar a atrofia e o secura epitelial.


SEXUALIDADE DOS IDOSOS (2)
É claro que é preciso aceitar as modificações fisiológicas e do próprio corpo, como o fato do homem precisar de mais tempo para obter a ereção. Mas isso não chega a ser um entrave pois a sexualidade normal é a sexualidade do casal que reconhece limitações e sabe como contorná-las. Afinal, se deixar levar pelo modelo dominante nas sociedades ocidentais de performance e consumo ode se tornar perigoso e impróprio para uma vida realmente saudável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário